quarta-feira, 2 de abril de 2008

Corredores esquecidos

Conta-se que certas histórias permanecem em nossas cabeças por muito mais tempo que imaginamos, e todas as vezes em que precisamos delas podemos encontrá-las sem muita dificuldade. Quando o tempo passa e tudo que te resta do passado são memórias, elas acabam perdendo suas cores com o passar do dia, e por mais fácil que seja achá-las na bagunça mental, elas continuam esperando por você. O mais estranho de tudo, é o fato de que elas aparecem no exato momento em que você vive um pouco mais do que deveria, ou encontra lugares do passado que não pensava mais rever.

Vida esta nossa, que nos proporciona milhares de sentimentos, não que eu goste de repetir isso a cada postagem, mas acho de grande importância ressaltar, que não importa quanto tempo ocorra, sempre haverão novas sensações enigmáticas em nossas vidas. Tudo ocorre ao seu redor, e ninguém se preocupa com o que acontecerá com o vizinho ao lado, afinal, nós precisamos saber apenas o que ele gosta de fazer e quais são os seus problemas (fofocas desnecessárias).
Quando você passar novamento pelo corredor da sua vida, pela história do seu dia a dia, e pelo seu incrível passado, talvez entenda o que todos já sentiram. Que a vida continua a se prolongar e que envelhecer tornou-se hábito regular em suas faculdades mentais. Percebe-se a necessidade de abraçar aqueles que te admiram e os que te odeiam, de dar algumas risadas com amigos antigos. De escutar aquela música que faz teu coração balançar.

Basta dar uma passada naquele corredor antigo. Olhe bem para as paredes, e me diga sobre o que você encontrou nas janelas. Tuas lembranças voltarão, as memórias serão claras, e tudo pelo que você almeja ter de volta, será tirado de ti através do nosso inimigo avançado. Tempo.

Apenas abre teus olhos!

Um comentário:

Duper Uper disse...

quanta referência ao tempo, duper. o.O''
Proponho um post que fale sobre os pontos bons dele, porque, afinal, ele é de GRAAAANDE ajuda. Ele leva embora um monte de coisa, mas ajeita todas as outras também. =}
né, duper?