sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Palavras para seguir

Eu estava sentado na cama rodeado de papéis, de lembranças, de cartas, lembretes e fotos. Quanta bagunça que um roupeiro consegue guardar quando você coloca a sua vida em espera e esquece do que deixou para trás. Eu enxerguei muita coisa de que nem lembrava, e das quais nem lembram mais. Tantos livros, gibis, e desenhos que eu costumava fazer e ter. Desenterrei muitos objetos que não recordava. E ainda penso em deixar alguns enterrados, porque dói em pensar. É melhor deixar enterrado aquilo que você não pode controlar. Antes que se torne algo além do que você desejava.

Às vezes, eu gostaria de um conselho. Descobrir por meio de alguém, mais do que uma palavra pra seguir. Quando acontece, eu sinto vontade de ficar sozinho, de escutar minhas músicas, me afogar nos meus desenhos enquanto imagino se virei um emo, ou se é normal do ser humano em algum momento, sentir-se mais só do que deveria. Às vezes estou bem, às vezes não, e nem por isso eu morro, apenas faz falta aquela intimidade em ser mais que um irmão. Eu tenho planos, e a espera por eles me faz pensar que eles precisam dar certo, ou terei que criar novos. Grande raciocínio.
Nem eu sei o que quero nestes dias. Porque eu ando enjoado mesmo, deveria fazer algo, acho que devo fazer algo, um dia farei algo, e nem fiz coisa nenhuma. Hoje eu descobri que isso tudo é apenas o começo de algo. Que eu nunca precisaria me desesperar por nada, e só esperar que algum ânimo me atinja. Ou capotar e morrer. Coisa que eu não espero que me aconteça. Não saber quem eu sou, é o maior motivo pra que eu queira ser diferente, e não o que todos esperam que eu seja.

Aos meus doze leitores ávidos, queria dizer que se eu quiser ser mais criança, ou mais adulto, só depende de mim. Se eu quiser ser o que eu sou. Depende de mim, e se eu quiser viver o passado. Bem, ainda assim depende de mim. Só obrigado pelo apoio. Pelos conselhos, e por dizerem que eu deveria ficar sozinho quando eu precisava, espero que tudo dê certo. Porque realmente tem sido tudo muito difícil. E sim, eu sou dramático, fleumático, talvez problemático, mas fazer o que se minha galera me ama assim mesmo. O que eu sou, sendo ou não sendo.

Liga mesmo, eu ando mais livre do que você, vai que dá certo!

Um comentário:

Leticia Dutra disse...

Aii amoor, descupa mais eu tenho que discordar!
Quando estamos triste, nao podemos ficar sozinho.. Eu nao sei pq todo mundo pensa em ficar sozinho quando esta triste, pra baixo.. é errado, pelo menos eu acho!
A tristeza tem que ser compartilhada, dividida com alguem que gostamos e confiamos!
Vc nao é um emo por se sentir assim, vc é simplesmente humano.. todos os humanos se sentem mal as vezes.. (:
Isso é natural.
Não posso ficar aqui te dando concelhos ou o que eu penso do que tais passando agora, ate pq eu nao sei o que esta te passando. Nao sei tb qual sao as suas lembranças.. Nem se esse coraçãozinho ai esta com saudades de uma paixao do passado, sei la!
Mais eu posso te dizer que as coisas acontecem como tem que ser! As vezes elas acontecem de uma forma engraçada, ou ate mesmo triste, embaralhado, confuso mesmo!
Mais como dizem "Deus escreve certo por linhas tortas"
Passado... É, as vezes o nosso passado nos deixa triste mesmo.. Triste de saudades, triste de arrependimento. Arrependimento de nao ter feito alguma coisa que deveriiia ter feito, ou por ter feito algo errado e que hoje se sente mal por isso!
"Quanta bagunça que um roupeiro consegue guardar quando você coloca a sua vida em espera e esquece do que deixou para trás." :)
Eu nunca parei pra pensar nisso sabia!
Nunca parei pra pensar que quando guardamos pedaços de papeis, bilhetes, um numero de telefone que esperamos tanto em receber naquela epoca, em um livro, uma foto ou ate mesmo algum objeto, um presente...
Vamos guardando as coisas sem nos darmos contas que estamos enterrando um pedacinho da nossa historia ali dentro de um armario.
Mais quem sabe naquela hoje nao pensamos que guardando aquilo, em algum dia quando nós acharmos vamos lembrar daquele momento, lembrar com carinho, ate pq so guardamos coisas boas em nossos armarios, as ruins nós tentamos esquecer, apagar de nossas memorias!

Lembre-se que mesmo estando longe, aqui vc tem uma amiga! Uma amiga que entende o que vc sente, que adora ler o que vc escreve, e que sempre estara aqui para te ajudar, e te dar o concelho que vc disse que as vezes espera de alguem! ;)
Um beiijo Davi ♥