terça-feira, 17 de março de 2009

Maybe away from here

Eu tenho a leve impressão de que em pouco tempo nada mais será igual. Eu tenho tantas dúvidas, e só uma certeza de que tudo vai mudar tão rápida. Parece que sei, como se tivessem me avisado de que vou viver uma virada em minha vida, algo que vai abalar a minha estrutura. Se estou com medo disso ou não, eu não sei dizer, eu só sei que vai acontecer. Isso me cansa, eu estou farto de tudo rodando, ou cambaleando, eu preciso de um tempo para me estruturar, e por mais que eu queira sei que vai mudar tudo de novo.

Minha vida mudou muito depois que me mudei pela sétima vez, depois quando troquei de escola, muito mais quando perdi meu pai, totalmente quando fui ungido, e depois deste ano de lutas, eu só tenho a dizer que as mudanças poderiam começaram a acontecer com algum intervalo maior, mas eu não decido nada nesta história inteira. Tudo que eu faço é viver, sem premeditações, sem poder pensar, decidindo tudo em cima da hora, dançando a música que estão colocando neste momento.
Eu já passei por isso algumas vezes, e anda sendo muito chato. Me ajuda? Sim. Mas quando tudo começa outra vez, parece que nem me dei conta do último ensinamento, como se tudo isso fosse uma grande corrente de água me arrastando. Arrasta a sujeira junto, deixa a limpeza, mas até que eu me recomponha, outro balde vem com suas ondas em minha direção, e tudo começa outra vez. Falando coerentemente, eu prefiro do jeito que está, e por mais que eu reclame, os turbilhões me fazem bem.

Se fazem bem, é claro, me mantém ocupado, me deixam com a cabeça cheia, sem poder pensar em nada, e assim eu vivo sem pensar em coisas vãs. Em coisas que me levam pra longe do colorido. Das idéias que me levam ao perigo. Então eu acho que mesmo com tantos transtornos deveria agradecer a tantos turbilhões, se algo for mudar mais uma vez, espero que pelo menos venha com um brinde, tenho sentido falta deles. Acho que tudo muda, por mais mutante que seja. E no meu caso, só tentando encontrar a maneira certa de dizer que estou contente. Pelo menos o suficiente pra não pensar em nada desagradável. Contente.

Você vai precisar trocar de horário comigo essa semana, vêm amanhã de manhã!

Um comentário:

Leticia Dutra disse...

Noossa..

Esse realmente foi o post mais tocando que eu ja li escrito por David Emanuel Carvalho!

Davii, pare um pouquinho e pense, tente colocar as suas ideias em ordem. Estao todas embaralhadas no meu ponto de vista!
Se vc escontrar dificuldades em fazer isso sozinha, peça ajuda da pessoa mais proximo de voce!
Acredito que seje sua mae, converce com ela! (:
Talvez isso te fara se sentir melhor!
Davii, eu adoro voce! :)