sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Escrito na areia

Existem promessas que cumprimos com certa facilidade e outras que apenas prometemos, mas que esquecemos em alguma gaveta do porão. Promessas sempre são um tipo de contrato que quando ouvido exprime grande certeza e confiança de que a palavra dita realmente tende a tornar-se realidade. É por estas e outras que eu realmente tenho sentido o preço de promessas mal cumpridas, que até quando simples, custam caro.

O blog já tem feito parte do meu dia. Eu que antes não me sentia nada a vontade em compartilhar de minha vida privada com o mundo, agora abro mão para poder me sentir um pouco mais ativo e poder levar meus pensamentos ao exterior. É necessário eu sei, e talvéz eu devesse tentar uma pessoa, mas a confidente não aparece faz algum tempo, por isso adquiri o blogger mesmo.
Promessas começam a ser pagas dolorosamente quando você não as cumpre. "Eu compro amanhã!", "Eu te amarei pra sempre", "Que lindo que ficou!". Realmente, promessas não são coisas que deva-se cometer sem pensar a respeito. A minha, é de que escreveria todos os dias, mas não há nada que se possa fazer, nossas vidas continuam e ninguém vai fazer alarde do rapaz que não escrevia todos os dias, porque as promessas só se tornam incomodas aos que prometem e aos que são prometidos, mas que não vêem resultados. O real custo de nossos juramentos nunca ocorre por si só, não apenas das palavras ásperas daquele que espera mais, mas às vezes a repreensão vem lá de dentro mesmo.

Promissão, voto, juramento. Necessidades de todo Tomé que não garante ou confia. Confiança não surge do dia para noite, palavra não se torna verdadeira até que se prove, contratos não mostram eficiência até sairmos pelas portas e começarmos o trabalho pesado. Prometa o que pode fazer, porque quando prometido o que não podemos alcançar, o tempo nos leva a entender que mais cedo ou mais tarde teremos de encontrar explicações para nossas incapacidades.

Pois é, mas eu queria escrever todos os dias...

Um comentário:

Duper Uper disse...

tá.

...

ãã. Ô duper, porque esse post não tem a foto da turma da mônica? o.O'