domingo, 24 de agosto de 2008

Marcas de cada fase

O domingo é sempre um dia surpreendente, não pela minha nova comentarista, nem pelos velhos comentaristas, os quais eu nunca sei se irão deixar o monótono por algum momento e tomar a atitude de contar-me o que pensam a respeito do que escrevo. Muito menos pelo dia inteiro que me espera a frente, mas porque eu sei que por causa deste dia, muitas vidas podem encontrar solução, abrigo e até mesmo cura para suas almar. É incrível como um dia entre sete pode ser tão poderoso para salvar tantas pessoas de uma vez só. Trata-se de encontrar aquilo que pode satisfazer seu coração. Talvez uma fé sem egoísmo.

Ouvi uma vez que um mau tempo se aproximava, que seria tão difícil que precisaríamos nos agarrarmos às árvores para não sermos levados com o vento. Dizia mais, que mesmo que sentíssemos como fracos, não seríamos levados. Porque nossas vidas valem a pena, e somos necessários. Ao pensar sobre isso, eu me pergunto, quando nossas vidas estão começando a desmoronar emocionalmente, o que devemos fazer? Mostrar ao mundo nossos rostos, guardar aos mais próximos, ou trancafiar a nós mesmos? Perguntas estas que podem te fazer divagar por muito tempo.
Chega uma época que por mais forte que você demonstre ser, por mais que as flechas possam ricochetear contra seus braços, você se sente fraco e descobre que por baixo de sua armadura, existem ferimentos que ninguém consegue enxergar, mas que por mais secretos que sejam precisam ser expostos àqueles que compartilham de sua causa.

Por mais difícil que isto se torne, em algum momento é necessário fazê-lo. Abrir sua alma e demonstrar que o seu coração é como qualquer outro. Confesso que já não faço isso há muito tempo. E que após alguns curativos, tudo tem voltado ao normal, ficam apenas marcas de cada fase da vida. Nem sempre todos precisam saber de tudo, e diria que no meu caso, existem certas portas que não permito que cruzem, pelo menos não agora, não enquanto meus olhos virem dúvida. Apenas quando tiver certeza de sinceridade. Eu quero confiar mais uma vez nas pessoas.

Não confie em homens, porque eles falham...

2 comentários:

lele_zinhahh disse...

:)

Pri disse...

mas nosso Deusss nuunca falharááá *cantando*
e eu lembrei de outra musica no meio do texto, mas ah, ia parecer cantoria demais!

é bom passar por aqui :)
uma semana maravilhosa pra ti David!