sábado, 20 de dezembro de 2008

In love... Again... Oh man

Você está na sua vida, um ano antes, exatamente, precisamente, perto, de um ano da sua vida antes. Você está vendo tudo, todas as coisas, o conjunto inteiro acontecer mais uma vez, e como na última não existe pause ou stop. Você está assistindo sua vida, através de outros. Estes dias eu notava o quão rápido a vida passa, peguei nas mãos do meu afilhado e sabe, ele é uma vida, uma pessoa, um ser humano e eu sei que soa bobo, mas demora pra ficha do milagre da vida cair, e quando cai, existe uma questão de existência maior. Meu amigo que brincava comigo na rua tem um filho, e aquele outro que me dava carona para as noites de sábado, agora também tem um. E quando eu olho nos olhos daquelas crianças, quando eu vivo o momento desta noite sem pause, eu me perco.

A verdade é que estes momentos causam tanto saudade como tristeza. Porque a sua vez passa apenas uma vez, e o mundo continua rodando, quem sabe aqueles jovens sabem que só podem colocar aquele terno por uma noite, e todas as garotas aquele vestido só uma vez. Depois amarelarão. Tempo que passa, eu gostaria de poder dizer a eles para não se aproximarem, que os filhos deles chorariam e que eles iriam se arrepender, mas eu não posso, eu não existo.
Ah, espere você, eu te amo, e nem ao menos sei como, a música diz, eu não te conheço, mas eu quero te conhecer, ainda mais pelo conjunto de qualidades que você pinta sobre o quadro negro das sensações. O seu embrulho, ou cor não me importam, eu queria mesmo perguntar é qual o tipo de flor que você prefere, ou onde você costuma ir, vir, sorrir. Eu só quero saber quando você comprou esse album de memórias que me fazem pensar em ti o dia inteiro. Que não seja o mesmo, e nem o óbvio. Precisa ser definitivo.

Quanto a você, eu não me importo, eu não me escondo. Sim amigo, meu único amigo, meu terceiro amigo, parece que chegou a hora de usar a idéia do tudo a ganhar de forma extraordinária. Quem sabe o que algumas horas podem causar em um mundo que eu não consigo enxergar? Quem sabe onde eu posso chegar se abrir meus olhos, e prender minha mente? Hora de dividir meus pensamentos por desenhos, ou letras grifadas.

Nossa, eu não sabia que isso tinha tanto tempo, eu acho que você deveria arriscar tudo de uma vez só...

Um comentário:

Laurinha disse...

palavras não seriam o suficiente p a definição do''eu te amo e nem mesmo sei como'' ''eu queria mesmo perguntar qual a flor que você prefere'' a refrescante frase com quem todas sonham ouvir num eterno abraço.

David a capacidade que tu possui de superar a ti mesmo é..esplêndida
feliz e feliz domingo

(esperamos por vcs embora mais um outro ser -inanimado reconheço- tenha faltado tbm..a bola palmas p os atletas)